Cadastro do CadÚnico pode ser consultado pela internet

Os mais de 130 mil maceioenses inseridos no Cadastro Único para programas sociais, o CadÚnico, contam agora com uma ferramenta que possibilita consultar as informações cadastrais pela internet. Com o Consulta Cidadão, os beneficiários do CadÚnico não precisam ir até uma das unidades de atendimento para ter acesso aos dados cadastrais.
De acordo com a coordenadora do CadÚnico em Maceió, Stephanie Cavalcanti, a nova ferramenta do Ministério do Desenvolvimento Social e Agrário (MDSA) vai ajudar muito, principalmente a quem vai requerer o Benefício de Prestação Continuada (BPC), pois terão acesso aos dados do programa social sem precisar ir até uma unidade.
“As pessoas que têm acesso à internet podem, a partir de agora, visualizar e imprimir um resumo das suas informações cadastrais. Este acesso, até então, era feito apenas nas unidades de atendimento do CadÚnico de cada município. As pessoas que vão requerer o BPC podem imprimir os dados e levá-los diretamente ao INSS”, destacou a coordenadora do CadÚnico em Maceió.
Para fazer a consulta, o beneficiário precisa inserir o nome completo, data de nascimento e nome da mãe, além do estado e município de origem.
semas-consulta-cidadao-cadunico3No Consulta Cidadão é possível acessar individualmente informações como faixa de renda, composição familiar, data de cadastramento e Número de Identificação Social (NIS) dos integrantes da família. Ao final da consulta, os usuários poderão salvar e imprimir as informações, que servirão como comprovante de inscrição. O documento é exigido para ingresso em determinados programas sociais ofertados por estados e municípios.
A secretária de Assistência Social de Maceió, Celiany Rocha, destaca que o Consulta Cidadão vai facilitar a vida das famílias de baixa renda que estão inscritas no CadÚnico. “Além dos dados cadastrais, estas famílias vão poder conferir se estão com as informações atualizadas, podendo, em seguida, procurar uma das nossas Unidades e Postos Descentralizados para atualizar o cadastro no CadÚnico e ter acesso aos programas sociais”, disse a gestora.
CadÚnico
O CadÚnico é um instrumento de coleta de dados e informações com o objetivo de identificar as famílias de baixa renda existentes no País. Esses dados são utilizados pelos Governos Federal, Estadual e Municipal para implementação de políticas públicas capazes de promover a melhoria da vida das famílias. É através do cadastro que as famílias de baixa renda têm acesso aos programas sociais e benefícios, que vão desde o Programa Bolsa Família à Carteira do Idoso.
Para ter acesso ao CadÚnico, a família precisa ter perfil baixa renda, ou seja, ganhar até meio salário mínimo por pessoa ou ganhar até três salários mínimos de renda mensal total.
Diversos programas e benefícios sociais utilizam o Cadastro Único como base para seleção das famílias. São eles: Programa Bolsa Família; Programa Minha Casa, Minha Vida; Carteira do Idoso; Benefício de Prestação Continuada; ProJovem; Tarifa Social de Energia Elétrica; Cartão de Passageiro Especial; e Isenção de Taxas em Concursos Públicos. O CadÚnico permite ainda conta para a Universidade Federal de Alagoas (Ufal) através do Sisu (Sistema de Seleção Unificada).
Flávia Duarte/ Ascom Semas
TAG