Prefeitura anuncia prazo para entrega de unidades do Parque do Caetés

Prefeitura de Maceió anuncia data para entrega das 2.976 unidades do Parque do Caetés   (Crédito: Secom Maceió) Prefeitura de Maceió anuncia data para entrega das 2.976 unidades do Parque do Caetés (Crédito: Secom Maceió)
O secretário Municipal de Habitação Popular e Saneamento, Mac Lira, anunciou nesta terça-feira, 16, que as 2.976 unidade habitacionais do residencial Parque dos Caetés, no Benedito Bentes, na parte alta de Maceió, deverão ser entregues até o dia 20 de setembro.
O sorteio das unidades ocorreu em dia 16 de junho no auditório da Superintendência Municipal de Controle e Convívio Urbano (SMCCU). "O processo é da seguinte forma: primeiro sorteia-se as unidades, depois é encaminhado ao cartório para a realização das matrículas, e posteriormente, o banco faz os contratos. A gente teve uma reunião na última sexta-feira com o Banco do Brasil e estamos nesta fase. O prazo limite será até o dia 20 de setembro", disse o secretário.
O sorteio foi realizado de modo automático e dividido em três etapas: a primeira para as pessoas com necessidades especiais, o segundo para os idosos, e no terceiro momento foi realizado o sorteio com todo o restante. Feito isso, cada beneficiário tomou conhecimento da rua, quadra e unidade de seu futuro endereço. Estas informações são então encaminhadas para o cartório que  providenciará as matrículas dos imóveis e seguem para o Banco do Brasil, responsável pela confecção e assinatura dos contratos. Os sorteados serão convocados por meio de Diário Oficial e canais oficiais da Prefeitura de Maceió.
As 2.976 unidades habitacionais do residencial serão ocupadas principalmente por ex-moradores do antigo prédio do INSS, os desabrigados da enchente de 2013, que estavam alojados na escola Nise da Silveira, os residentes da antiga Favela do Jaraguá, por famílias que moravam de aluguel social, moradores de áreas de risco e a comunidade no geral que foi cadastrada no programa habitacional da Prefeitura.
Parque dos Caetés
O residencial possui 2.976 unidades habitacionais, divididos em 744 blocos e 12 quadras. A obra foi orçada em R$ 180 milhões, com recursos do programa Minha Casa Minha Vida, do Governo Federal. As prestações mensais das residências vão variar de R$ 25 a R$ 130, a depender da renda de cada beneficiário.
O conjunto contará, ainda, com seis poços artesianos, rede elétrica, 16 quadras poliesportivas, escola, creche, posto de saúde, sistema viário e ainda duas áreas comerciais.
TAG