Candidato à presidência, Zé Maria assina compromisso com LGBT e detona Marina e Dilma


Candidato à presidência, Zé Maria assina compromisso com LGBT e detona Marina e Dilma
Candidato Zé Maria assinou na noite de quarta-feira (3) um compromisso com o movimento social LGBT durante o "Desafio LGBT Eleições 2014", que ocorreu no vão-livre do Masp, em São Paulo.

De acordo com o candidato, o PSTU sempre esteve aliado com as demandas da população formada por gays, lésbicas, bissexuais e trans. Ao contrário de outros candidatos, que falam sobre a causa apenas para angariar votos.

"Nós sabemos que o kit que combatia homofobia nas escolas foi barrado pela bancada do PT. E agora a Dilma (Rousseff) vem falar que quer criminalizar a homofobia? Ela não tem moral", declarou.

Já sobre Marina Silva, Zé Maria disse que achou o posicionamento e recuo dela sobre os projetos para o público LGBT por si só contraditórios. "Eu não sei o que é pior: ela ter tirado os projetos do programa de governo ou ela ter colocado. Afinal, todos sabem, ela não tem nada a ver com as demandas da população LGBT".

Defensor do socialismo e da causa dos trabalhadores, o candidato disse que tem a consciência de que, "enquanto existir homofobia e transfobia, existirá a opressão". 

Após o discurso, Zé Maria foi aplaudido pelos presentes, que entonaram o coro: "Eu sou puta, sou sapatão, sou travesti e luto contra a opressão".

O COMPROMISSO 

O compromisso assinado por Zé Maria foi formulado pelo movimento social e tem, entre as propostas, o esforço político pela aprovação da lei que criminaliza a LGBTfobia, a aprovação da lei de identidade de gênero João Nery, defesa das diversidades sexuais na escola, facilitador do processo de adoção para casais LGBT.

O Desafio foi organizado por Bill Santos, candidato a deputado federal (PSOL) eTodd Tomorrow, candidato a deputado estadual (PSOL).

Participaram ainda a candidata à presidência Luciana Genro, a cartunista Laerte Coutinho, a transfeminista Daniela Andrade, o ativista trans Luiz Uchoa, e a Mãe Pela Igualdade Majú Giorgi. Presença aguardada, o candidato a deputado federal Jean Wyllys, que estava entre os confirmados, não conseguiu chegar a tempo.


Cerca de 500 pessoas compareceram ao evento
Fonte: A CAPA
TAG