"Não sou gay, apenas interpreto um": Lucas Malvacini, o Anjinho de Amor à Vida, desmente boato

Mesmo com poucas cenas em "Amor à Vida", Lucas Malvacini caiu no gosto do público interpretando o amante de Félix, Anjinho.

O personagem teve total importância na trama quando Edith (Bárbara Paz), mulher do vilão, descobriu o relacionamento entre os dois e contou para a toda a família, deixando Félix à mercê da homofobia do pai.

Com tanto destaque, Lucas, que já trabalhava como modelo, passou a chamar ainda mais atenção e ser alvo de boatos, principalmente com relação a sua sexualidade. Em uma sabatinada de leitores da revista Quem, a primeira pergunta não poderia ser diferente.

"Essa especulação existe. Sou heterossexual, mas não tenho nada contra ser gay. Apenas interpreto um personagem gay. Tenho bem claro o que quero para mim. Não viveria um relacionamento homossexual", declarou o ator em resposta a uma fã.

Lucas disse ainda que não tem a menor preocupação em interpretar Anjinho e ficar marcado com um gay na TV. "De forma alguma. Isso é arte. Esse assunto está super em alta e me sinto honrado em estar interpretando um gay e levar informação para as pessoas. É um presente, um privilégio", afirmou.

O moço disse ainda que está solteiro, focado no personagem e nos estudos, e garantiu que tem um pouco de anjinho, mas quando precisa mostra o seu lado diabinho. "Tem que haver um equilíbrio. Tenho que ser um anjinho no dia a dia com as pessoas. O diabinho vem nas horas certas. Nos momentos mais íntimos, todo mundo gosta de um diabinho (risos)", concluiu.
TAG